Existem cerca de três mil espécies desse inseto por todo o mundo e pelo menos trezentas delas vivem aqui no Brasil. O clima seco e quente é favorável para que eles cresçam e se reproduzam. Por isso as infestações tendem a aparecer na primavera e no verão. Mas, assim como outras pragas urbanas, uma simples descupinização pode resolver o seu problema.

Os cupins já habitam a Terra há 55 milhões de anos, e existe um motivo para terem durado tanto tempo: eles são altamente organizados e sua sociedade é dividida em um casal real, ninfas, soldados e operários. Todos têm uma função dentro do ninho e passam o dia todo trabalhando.

Como os cupins se organizam

Os ninhos dos cupins podem ser: subterrâneos, arborícolas (em galhos e troncos) ou montículos no solo (geralmente no meio de pastagens), dependendo da espécie. Estes ninhos são construídos com terra, areia, saliva e até excrementos, eles podem ter até 60 centímetros de altura. São tão sólidos que alguns podem durar por mais de 50 anos.

Por dentro, o ninho é dividido em vários túneis e câmaras que são usadas para armazenar comida ou ovos. Existe também uma câmara especial para o rei e rainha da colônia, que são responsáveis por toda a reprodução da colônia.

A rainha pode botar até 80 mil ovos por dia, que se transformam em larvas e logo se dividem em ninfas, soldados ou operários. As ninfas fazem parte da elite da colônia, podendo virar reis, rainhas ou reprodutores secundários. Os operários são os responsáveis pela construção dos túneis, limpeza e procura por comida. Já os soldados tem como função proteger a colônia de possíveis invasores, como vespas e formigas. 

Primeiros sinais de uma infestação de cupim

Com uma colônia que pode chegar a milhões de indivíduos, é fácil ficar preocupado com uma possível infestação em casa. E apesar de serem pragas urbanas bem silenciosas, os cupins podem denunciar a sua presença em alguns pequenos detalhes em casa: 

Asas de aleluias, que são as ninfas prontas para formarem uma nova colônia; 

Túneis de barro no chão, obras do cupim subterrâneo que precisa de caminhos para levar comida até a colônia. 

Pequenos buracos que possam surgir em móveis ou em paredes, tanto de madeira quanto de drywall. 

No caso de uma infestação de cupim você vai encontrar aqueles grãozinhos próximos da mobília. Infelizmente, não são pedacinhos de madeira roídos: são os excrementos dos cupins. 

Se você identificou a presença de cupim em casa, é o momento de agir e realizar uma descupinização

Como acabar com cupim

Muita gente, antes de decidir por uma empresa de dedetização, pode preferir as famosas soluções caseiras para acabar com os cupins da casa. Tome cuidado: essas “soluções” podem não ser tão eficazes quanto parecem. 

Vinagre, querosene ou até mesmo o WD-40. Nenhum destes produtos é recomendado para acabar com os cupins, ou qualquer outra praga urbana. Não vai trazer uma solução definitiva para o problema e pode trazer muito desconforto para você e sua família. 

Recorra a quem entende do assunto! A dedetização deve sempre ser feita por uma empresa especializada, com profissionais capacitados, que podem garantir o melhor procedimento para eliminar as pragas sem causar nenhum desconforto para a sua família.  A IMUNI SAÚDE AMBIENTAL conta com equipe capacitada para remanejar, previnir e combater qualquer tipo de praga urbana. Solicite uma visita técnica.