1 – O veneno do escorpião pode matar um elefante. Mito – Dependendo do escorpião e da quantidade de veneno injetado um escorpião pode sim matar, mas não um elefante.

2 – Quanto menor o Escorpião mais perigoso. Fato – Os escorpiões menores são mais perigosos e tem um veneno mais poderoso, levando em consideração que são os preferidos dos predadores naturais, Águias, Corujas, Cobras e etc, eles precisam de um veneno poderoso o suficiente para se defenderem.

3 – O veneno do escorpião pode matar um elefante. Mito – Dependendo do escorpião e da quantidade de veneno injetado um escorpião pode sim matar, mas não um elefante.

4 – Quanto menor o Escorpião mais perigoso. Fato – Os escorpiões menores são mais perigosos e tem um veneno mais poderoso, levando em consideração que são os preferidos dos predadores naturais, Águias, Corujas, Cobras e etc, eles precisam de um veneno poderoso o suficiente para se defenderem.

DOSSIÊ DOS ESCORPIÕES

Os escorpiões, não são propriamente insetos, são do grupo dos aracnídeos; porque possuem o corpo divido em cefalotórax ( *cabeça + tórax* juntos ) e abdômen com quelíceras, um par de palpos e quatro pares de patas. O escorpião tem glândulas de veneno e um ferrão pontiagudo localizado na cauda e está relacionado no grande grupo de animais venenosos, que para se defender e atacar, desenvolveram a habilidade de produzir substâncias químicas poderosas, sendo capazes de gerar diferentes tipos de reação orgânica no animal ou ser humano quando as injetam, geralmente acompanhada de muita dor. A dor do veneno do escorpião é basicamente uma neurotoxina ( que atua nas terminações nervosas ), entra na corrente circulatória da vítima. podendo causar o aumento das secreções lacrimal, nasal, salivar, brônquica, tremores e diminuição do ritmo cardíaco; a adrenalina ( aumento da pressão arterial ), suores, calafrios e eventuais vômitos. Acidente Leve – taquicardia = agitação, trata-se mais a dor e a ansiedade do que o próprio veneno. Acidente Moderado – podendo causar o aumento das secreções lacrimal, nasal, salivar, brônquica, tremores e diminuição do ritmo cardíaco; a adrenalina ( aumento da pressão arterial ), suores, calafrios e eventuais vômitos. Acidente Grave – sintomas acima descritos + respiração ofegante, espasmos musculares, convulsões, colapso e até a morte. FORMA DE TRATAMENTO ADEQUADO = PROCURAR MÉDICO. São reconhecidas 02 espécies diferentes, que destacam-se nessa região TITYUS SERRULATUS – escorpião amarelo – Adulto mede 7cm – só há fêmeas; é o mais perigoso devido a toxidade do veneno; constatou-se incômodos acidentes e os casos mais graves. É O MAIS ENCONTRADO EM NOSSA REGIÃO. TITYUS BAHIENSES – escorpião marrom ou preto. Adulto mede 7 cm – mãos do macho são volumosas – colorido geral marrom – avermelhado escuro. A picada deste escorpião (preto) é muito dolorosa, mas dificilmente mata.